thumb-2

thumb-2

Iluminação Residencial: Criando Cenas com Automação Residencial

Publicado por: Foneplan | 29 de junho de 2015

Um dos itens fundamentais quando se trata da decoração de ambientes é a iluminação. O projeto de ambientação, desde o mais simples ao mais arrojado, precisa levar em conta de que maneira os itens que compõe o espaço serão iluminados, usando conceitos como luz e sombra, iluminação direta ou indireta, aproveitamento da luz solar e diversas outras peculiaridades.

Tendo em vista que a automação está cada vez mais presente no dia a dia das residências e empresas, é possível pensar em diferentes cenas para a iluminação residencial, com dispositivos e com a utilização de materiais adequados ao projeto arquitetônico e de decoração dos ambientes.

Uso Racional e Melhor Aproveitamento da Energia:

Cada vez mais cai em desuso a antiga ideia de que uma lâmpada em cada ambiente é o suficiente para que se faça a iluminação dos cômodos e áreas comuns das residências.

Além da questão estética, esse conceito também se atualizou em função da recente crise hídrica, e consequentemente energética, que atingiu o país, isso sem contar o alto custo da energia. Portanto, cada vez mais ganha espaço o conceito do uso racional da energia elétrica e é possível fazer isso através da automação.

Detectores de presença, lâmpadas de LED, que são muito mais econômicas, e um sistema de melhor aproveitamento da luz natural fazem parte desse projeto de iluminação, que visa resultados estéticos e também consumo consciente.

LED

Para Cada Ambiente uma Atmosfera:

Outro ponto importante é a definição da quantidade de luz que cada ambiente da casa necessita. Obviamente, esses conceitos são subjetivos e deverão seguir o gosto de cada cliente e morador da residência, mas o fundamental é prever a possibilidade da criação de cenas para iluminação residencial, a partir de quantidades diferentes de lâmpadas e definição da intensidade da luz em cada ambiente, tornando dessa forma, cada espaço único e exclusivo.

 A utilização de luz indireta, como em paredes e cantos, por exemplo, torna o ambiente mais íntimo e valoriza cores e objetos de decoração. Mesas, escrivaninhas, estantes e racks também podem ser iluminados indiretamente e assim formarem um cenário diferente do usual.

Planejamento e Instalação:

Dois bons exemplos são os projetos de iluminação utilizados em galerias de arte e em teatros, onde em muitos casos se “desenha” com a luz. Esse conceito é facilmente adaptável à residências, com a facilidade de que todo o projeto pode ser automatizado e programado para que se obtenha o melhor resultado.

Lembre-se que cortinas e persianas também podem ser automatizadas, permitindo ou bloqueando a entrada da luz solar e contribuindo para a criação das cenas para iluminação residencial.

cortinas-e-persianas

Dependendo do tipo de imóvel, claraboias e paredes com tijolos de vidro também são bastante úteis e devem ser pensadas de acordo com a incidência da luz solar e com a necessidade de iluminação de cada cômodo.

 Portanto, automatizar todo o sistema elétrico de iluminação residencial traz diversos benefícios, e além de potencializar a racionalizar o uso da energia, possibilita a criação de espaços e ambientes únicos, que trarão beleza e bem estar à residência.

corversao-projetos-exclusivos

Deixe um comentário!

Entre em contato pelo telefone: (15) 3224-2316

Vantage
Savant
Sony
Creston

Nos Acompanhe em Nossas Redes Sociais